Fibrilação Atrial

Tratamento

O tratamento pode ter três objetivos diferentes: reverter a fibrilação, controlar a frequência cardíaca e impedir a formação de coágulos dentro dos átrios. Em alguns casos, há necessidade de tratamento de emergência, com choques elétricos ou medicamentos, para restabelecer o ritmo cardíaco normal.

Os procedimentos mais comuns são a cardioversão, realizada com um aparelho que provoca choques, parecido com o que é feito em alguns casos de parada cardíaca; drogas anticoagulantes, para impedir a formação de coágulos sanguíneos; ablação cirúrgica, para criar lesões que bloqueiem os circuitos elétricos anormais que causam a fibrilação atrial; e medicamentos diários para normalizar os batimentos e impedir que a fibrilação volte.