Pães e batatas muito torrados podem aumentar risco de câncer
FSA lança campanha para reduzir consumo de acrilamida, possível carcinógeno
Da Redação - Publicado: 23/01/2017 - Atualizado: 22/08/2017

Sabe aquele pão ou aquela batata bem torradinha? Pode esquecer se você pretende evitar um câncer. Pelo menos é esse o alerta feito pela Food Standards Agency (FSA), que lança a campanha “Go for Gold”, explicando como diminuir a exposição a um possível carcinógeno, a acrilamida. FSA é a agência para padrões de alimentos do governo britânico.

A acrilamida surge quando alguns alimentos, especialmente amiláceos como pães e batatas, são cozidos por bastante tempo em altas temperaturas – vale para fritar, grelhar, assar ou torrar. Quanto mais torrado, mais acrilamida.

A acrilamida é um derivado natural do processo de cozimento. Pesquisas com animais indicaram que essa substância pode ser tóxica e levar ao desenvolvimento de tumores. Os cientistas da FSA acreditam que os humanos correm o mesmo risco.

Entretanto, em entrevista à BBC, um porta-voz da uma porta-voz da Cancer Research UK, organização britânica dedicada a estudos sobre câncer, afirma que esse efeito em pessoas não é comprovado.

 “Go for Gold” faz uma referência à cor amarela dourada, uma indicação de cor mais leve dos alimentos ao passar por um desses processo de aquecimento, para minimizar o consumo de acrilamida. Essa cor dourada seria uma alternativa mais saudável ao hábito de torrar o alimento até ficar marrom.

Outra dica da campanha é não deixar as batatas cruas na geladeira, pois isso pode aumentar os níveis de acrilamida. A recomendação é armazenar em um local escuro e fresco, com temperatura acima de 6º C.

Estudo

A campanha do FSA tem base no Estudo de Dieta Total da entidade, confirmando que pessoas no Reino Unido consomem níveis mais elevados de produto químico do que é desejável, o que pode contribuir para o risco de desenvolver câncer ao longo da vida.

“Nossa pesquisa indica que a maioria das pessoas não estão cientes de que a acrilamida existe, ou que eles podem ser capazes de reduzir a sua ingestão pessoal. Queremos que nossa campanha "Go for Gold" destaque o problema para que os consumidores saibam como fazer as pequenas mudanças que podem reduzir o consumo de acrilamida enquanto ainda comem muitos carboidratos e vegetais ricos em amido, conforme recomendado no conselho de alimentação saudável do governo”, afirma Steve Wearne, Diretor de Política da Food Standards Agency.

Veja aqui mais sobre a campanha da FSA.

Rodape

Alimentação